14 comentários:
De rosa a 13 de Outubro de 2007 às 16:04
Entrei nesta página pois PROCURAVA um cão para adoptar (as promessas aos filhos são sagradas!).
No entanto estava com certas reservas em relação a isso. Nunca tive um cão em casa, a família é numerosa e tinha algum receio de que não corresse bem...
Sei que adoptar um cão é como adoptar uma criança. É mais um elemento da família a ter em conta nos projectos diários.
Mas quando se adopta uma criança é-se obrigado a tê-la "à experiência", para ver se a adaptação resulta para ambas as partes.
Ora, com um cão as coisas não acontecem assim: adopta-se e ponto final. As consciências ficam tranquilas,o cão foi entregue.
Não há acompanhamento para ver se o animal está a ser bem ou mal tratado, se o novo dono se adapta ao cão...e se é, por ele, bem tratado (porque os cães não são objectos, também têm vontade própria!!!)

Ora o comentário que acabei de ler fez-me pensar: e se as coisas correrem mal? Não posso voltar atrás? Não tenho a quem o entregar?
Vou ser crucificada porque deixei de ter condições (físicas ou psicológicas) para continuar a tê-lo na minha companhia....
É responsabilidade minha. Certo. Mas tentar dá-lo não revela falta de carinho por ele...

Li que este cão tem as vacinas em dia. Pelo aspecto, tem sido bem tratado.

Não sei se são desculpas ou não. Mas a verdade é que esta família não o abandonou. Está à procura de uma solução para o seu problema de forma a não o fazer passar por novo abandono, o que até é de louvar.

Enfim. Fiquei convencida. Vou negociar a promessa que fiz aos filhos. Cão não vou trazer para casa!!!!
Obrigada pela ajuda!!!!


De Sofia_hd a 13 de Outubro de 2007 às 17:15
Antes de mais, obrigada pela sua visita!

Gostaria de referir que não faço parte de nenhuma associação de apoio a animais, sou voluntária apenas no sentido em que divulgo, neste blog, apelos que vou encontrando em fóruns e outros sites dedicados a esta temática.
Apesar de não lidar directamente com as situações, já muito tenho lido sobre casos deste género e piores, relatados por pessoas que lidam directamente com eles. Por isso, compreendo que estas pessoas já estejam mais do que habituadas a ouvir histórias como a deste cão e a saber como elas acabam. Claro, que casos como este nem sempre significam que os donos deixaram de gostar dos seus animais, contudo, a primeira opção não deverá ser o canil. Neste caso o senhor contactou a canil e depois é que contactou uma associação de apoio a animais, isto significa algo não????

O que quero dizer é que compreendo a revolta da pessoa que escreveu este apelo, pois, já está farta de ver este tipo de situações acontecer.
No seu caso, se deixasse de ter condições para o seu animal, o canil seria a sua primeira opção?
Se algo correr mal, só será crucificada se decidir entregar o animal num canil (onde só terá cerca de 8 dias para poder ser adoptado, findos esses dias será abatido) ou abandoná-lo na rua!

Relativamente ao acompanhamento dado pós-adopção, há quem se interesse e quem não se interesse, como tudo na vida.
Se for adoptar o seu animal a um canil municipal de uma cidade, provavelmente, não haverá grande interesse em acompanhar o animal, pois o mais importante é desocupar o espaço. No entanto, se houver uma associação ou grupo de pessoas de apoio a animais a trabalhar conjuntamente com o canil, o caso poderá ser diferente e poderá haver um interesse em acompanhar o animal e saber se está a ser bem tratado ou não.

Deixo-lhe este site como sugestão: http://www.companhiadosanimais.pt/forum/index.php), veja alguns casos, compreenda com que situações estes voluntários/amigos dos animais lidam todos os dias e depois decida se quer adoptar ou não.
Deixo-lhe apenas uma opinião, opinião de quem tem 3 cães em casa: se decidir adoptar um animal e satisfazer a vontade dos seus filhos, não se irá arrepender, pois tanto eles como você ganharão um amigo fiel para toda a vida. Agora resta saber, será (você e outros que pensam em adoptar um animal) capaz de corresponder a essa fidelidade?


De Ana a 1 de Abril de 2009 às 17:57
Eis uma questão pertinente que a Sofia colocou "Será o ser humano capaz de responder a essa fidelidade????" Creio, ou melhor, tenho a certeza que muitos não.... infelizmente..... resta saber afinal quem é o animal?????


De Sofia_hd a 1 de Abril de 2009 às 18:04
Sim.
Muitos não sabem o que é a fidelidade, infelizmente.


Obrigada pela visita.


De Sofia_hd a 14 de Outubro de 2007 às 17:05
A terceira foto foi adicionada por mim hoje para que as pessoas que possam compreender a situação do canito e a revolta das pessoas que estão a tentar salvá-lo (e essas pessoas não são os donos!). Na última foto vê-se perfeitamente o cubículo onde é mantido o animal e o tamanho da trela que o prende. Reparem também na porta que a 'casota' tem!



Comentar post